Sem categoria

Gastrite nervosa: o que é e como tratar? Saiba aqui!

setembro 14, 2018
Tempo de leitura 3 min

Você já parou para pensar que quem é muito atarefado deve ter um cuidado dobrado para não ficar doente e comprometer seu dia a dia? Uma rotina muito estressante pode ocasionar um problema de saúde conhecido popularmente como gastrite nervosa — a dispepsia funcional.

Segundo a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), a estimativa é de que cerca de 70% da população do Brasil sofra de algum tipo de gastrite. Esse problema causa inflamação no revestimento do estômago mas, diferentemente de outras doenças gástricas, sua causa está relacionada a fatores emocionais.

Ficou curioso e quer saber mais sobre a gastrite nervosa? Então, continue a leitura! Neste post você vai saber as  principais informações sobre os sintomas e tratamentos da doença. Confira!

Quais são os sintomas da gastrite nervosa?

Eles são bem parecidos com os de outras gastrites e costumam ser mais intensos em meio ao aumento do nível de problemas emocionais, como o estresse e a ansiedade. Confira os principais abaixo.

Dores abdominais

Esse é um dos sintomas mais comuns que costuma afetar quem tem a doença. A dor geralmente é aguda na região de cima do estômago e pode envolver queimação, inchaço e sensação de estufamento, principalmente após as refeições.

Sensação de mal-estar

Os gases, náuseas, soluços e arrotos também fazem parte da lista de desconfortos que a gastrite nervosa causa. Além disso, muitos pacientes acabam perdendo o apetite e se alimentando mal em razão desse mal-estar. O descaso com a alimentação pode levar a outros problemas.

Mudanças intestinais

A gastrite nervosa pode causar alterações nos movimentos intestinais e na aparência das fezes. É possível que elas apresentem uma coloração mais forte do que o comum. Algumas pessoas chegam até a sofrer com diarreia ou constipação.

Qual o tratamento mais indicado?

Apesar dos desconfortos causados, a boa notícia é que a doença tem cura, ao contrário da gastrite crônica e aguda. Para isso, é importante que o paciente siga à risca as recomendações de médicos de clínicas de gastroenterologia.

Equilíbrio emocional

Um dos passos para melhorar o problema é controlar o emocional, já que a gastrite nervosa tem origem a partir disso. O que pode ajudar é praticar exercícios físicos regularmente — além de contribuir para a digestão, esse hábito diminui o estresse e a ansiedade. Como se não bastasse, há a liberação de hormônios que dão uma sensação de bem-estar ao corpo.

Dieta adequada

Além disso, ter uma dieta leve e com alimentos de fácil digestão e que reduzem a acidez e queimação no estômago é essencial. Dê preferência para as carnes e peixes cozidas ou grelhadas em vez de opções gordurosas. Os vegetais e frutas sem casca também são bem-vindos. Outra dica é beber bastante água e consumir somente temperos naturais.

Como dá para perceber, caso você passe por uma gastrite nervosa, será necessária uma mudança de hábitos que melhoraram sua qualidade de vida. Isso não só por aliviar o desconforto com a doença, mas por proporcionar um aprimoramento na sua alimentação e estimular a realização de atividades físicas.

Se as informações deste post foram úteis, compartilhe nas redes sociais e ajude seus amigos a terem conhecimento sobre o assunto. Assim, eles poderão evitar ou tratar a doença!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up