Sintomas da úlcera gástrica: saiba mais sobre essa doença!

Dr. Lucídio Balduíno Leitão 

Especialidade: Cirurgia Geral / Gastroenterologia / Endoscopia Digestiva / CPRE

CRM 2147/PI

Responsável Técnico

 

Dor e queimação no estômago podem ser sintomas de úlcera gástrica. Ela consiste em uma ferida na região estomacal e também pode ser denominada úlcera duodenal, caso a lesão seja no duodeno (parte inicial do intestino delgado).

Em geral, as dores da úlcera gástrica surgem pouco tempo após a refeição. Da mesma forma, também podem aparecer quando o estômago ficar vazio por muito tempo. Outros sintomas são náuseas, queimação (azia), vômitos e sensação de cheio após as refeições Normalmente, essa doença não costuma ser grave, mas pode se agravar caso não seja tratada corretamente.

Neste post, você vai saber mais sobre o diagnóstico e possíveis causas da úlcera gástrica. Leia com atenção e saiba por que é importante ter acompanhamento médico constante.

Diagnóstico de úlcera gástrica

Apesar de apresentar alguns sinais característicos, a úlcera gástrica também pode ser assintomática em alguns casos. Por isso, o acompanhamento médico para exames de rotina é muito importante.

A endoscopia é o mais comum nesses casos e é útil tanto para o diagnóstico do problema quanto para determinar o tratamento e prognóstico.

Endoscopia

O exame de endoscopia é realizado a partir da inserção de uma sonda com uma microcâmera na ponta, e vai de dentro da boca do paciente até o seu estômago. Isso permite uma clara visualização das paredes internas do estômago e de suas lesões. Assim, também é possível realizar a biópsia do tecido quando necessário. Esse exame hoje em dia é feito com sedação e de maneira bem confortável e seguro.

Biópsia de tecidos do estômago

Se o paciente apresentar sintomas igual ao da úlcera gástrica mas não tiver lesões na endoscopia chamamos isso de dispepsia, que antigamente era chamada de úlcera nervosa.

Esse procedimento ocorre durante a endoscopia, no qual o médico pode optar por recolher amostras de tecidos do estômago do paciente e analisá-las em laboratórios. A biópsia contribui para uma diferença de 5 a 10 minutos durante a endoscopia.

Com esse procedimento você pode descobrir a existência de tumores benignos ou malignos, já que é possível avaliar a reprodução e evolução das células em um meio isolado. Além disso, a biópsia também permite identificar a bactéria Helicobacter pylori que é a principal causa de úlcera gástrica e outros defeitos na estrutura do tecido celular.

Causas da úlcera gástrica

A doença ocorre quando a região estomacal tem suas defesas enfraquecidas e fica vulnerável à sua própria acidez. Esta pode destruir, com certa profundidade, o revestimento mucoso da parede interna do órgão, ocasionando lesões de até mais de dois centímetros de diâmetro.

A seguir, conheça as causas prováveis para o desenvolvimento do problema.

Anti-inflamatórios

Um dos principais fatores que provocam a úlcera gástrica é o uso de medicamentos anti-inflamatórios, o que acaba diminuindo a proteção do estômago e a quantidade de muco da região.

Dessa forma, o ácido no trato digestivo corrói a superfície da parede interior do estômago ou do duodeno. Quando o ácido entra em contato com a mucosa, a região é lesionada.

Bactéria H. pylori

A bactéria H. pylori também é uma das causas da úlcera gástrica. É uma infecção comum, já que o microrganismo pode ser encontrado nos dentes, na saliva e nas fezes do infectado.

Estresse

Podem existir várias causas para as doenças estomacais, uma delas são os problemas emocionais, por exemplo, ansiedade, medo, irritabilidade e estresse. Isso acontece com frequência em pacientes que estão estres intenso como por exemplo pacientes com queimaduras extensas e na UTI.

Para regularizar esse sistema, existem as células nervosas, que claro, são ligadas ao sistema nervoso central. Então, quando há mudanças emocionais muito intensas, é comum que essas células provoquem reações indesejadas em diversas partes do corpo, o estômago é uma delas.

Sintomas da dispepsia (úlcera nervosa)

Mesmo que não apresente um quadro infeccioso, a dispepsia (úlcera nervosa) apresenta sintomas muito parecidos com outros tipos de gastrite. É por essas razões que é fundamental procurar um médico especialista. Confira abaixo os sintomas:

Dores estomacais fortes

Como você já percebeu, todas as gastrites apresentam, como um dos principais sintomas, as dores estomacais ou um desconforto nessa região, o que é causado pela acidez. Normalmente quando isso ocorre em excesso, é o primeiro sinal da doença no organismo. Então, se você sentir esses incômodos logo após uma situação muito estressante, há muitas probabilidades de que isso seja úlcera nervosa.

Má digestão

Quando há alteração no ambiente estomacal, é normal que um dos efeitos colaterais seja a má digestão, como a sensação de que a comida está parada no estômago. Afinal, o excesso de acidez durante a úlcera afeta as enzimas digestivas e as contrações da parede estomacal. A consequência disso é o corpo sem conseguir executar a digestão adequadamente.

Azia

Azia é outro sintoma muito comum causado pelo excesso de ácido, que queima a parede estomacal. Então, mesmo com a presença do muco protetor, ele não consegue superar a tamanha acidez da estrutura.

Outros sintomas da úlcera nervosa muito comuns: arrotos frequentes, dores de cabeça e mal-estar geral, vômito ou ânsia e saciedade precoce.

Por isso, é importante que o problema seja tratado logo para que os perigos trazidos e os sintomas de úlcera nervosa sejam afastados. Nada melhor que consultar um médico para confirmar o diagnóstico e fazer o tratamento.

Você gostou deste texto sobre os sintomas de úlcera gástrica? Aproveite a visita para descobrir por que procurar uma clínica de gastrenterologia e se aprofunde no assunto!

 

Agende sua consulta por WhatsApp CLICANDO AQUI  

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.