Você sabe como tratar o refluxo? Descubra aqui!

 

Queimação no esôfago, incômodos na garganta, acidez… É provável que você já tenha tido alguns desses problemas, não é? Por mais comum que seja, o refluxo é um sinal que algo não está correndo bem no processo de digestão. Por esse motivo, é importante saber como tratar o ​refluxo para que ele não evolua para um caso mais sério.
O refluxo pode acontecer quando o estômago demora demais para esvaziar ou quando o esfíncter inferior (um músculo do esôfago) permite o retorno de alimentos ou ácido do estômago para o esôfago e causa o incômodo. Isso pode ser desencadeado quando o músculo fica mais “folgado” pelo abuso de álcool, cigarro, obesidade etc.
Se você quer saber mais sobre como tratar o refluxo e outras informações sobre a doença, continue a leitura.

Quais os sintomas e as formas de diagnóstico do refluxo?

Como mencionamos, o refluxo ocorre quando há determinadas quantidades de fluidos que fazem o conteúdo do estômago retornar, por exemplo. Isso pode prejudicar a região da boca, laringe, faringe e esôfago. Quando não é tratado, o refluxo pode agravar quadros de asma e sinusite, doenças pulmonares, desgastes dentários e outras complicações.
Quando o esôfago não está preparado para os alimentos, por alguma razão ele ‘’reclama’’ na forma de sintomas, como a sensação de queimação no peito e na garganta, além de regurgitação ácida. Outros sinais mais atípicos podem ser tosse seca, boca amarga, rouquidão e mau hálito.
O diagnóstico inicial ocorre de modo clínico por meio de uma consulta e exames físicos detalhados. Em seguida, o gastroenterologista pode solicitar exames específicos de acordo com cada caso, como: manometria esofágica, endoscopia digestiva alta e phmetria esofágica.

Quais os principais tratamentos da doença?

O primeiro passo para tratar o refluxo é diminuir a acidez do conteúdo do estômago, para que assim haja menos queimação e a atenuação dos sintomas. Além disso, há outras formas, como você verá a seguir.
 

Medicamentos
Existem medicamentos que podem atuar como antiácidos e há aqueles que protegem o estômago. Essa segunda opção, costuma ser o medicamento mais utilizado para tratar o refluxo, por obter mais eficácia.

 

Cirurgia
A cirurgia para refluxo pode ser uma opção para casos específicos e deve levar em consideração alguns fatores, como idade do paciente, sintomas, características funcionais e anatômicas do esôfago, entre outros.

 

Mudança na dieta
Alguns ​alimentos podem favorecer o aparecimento do refluxo. Alimentos processados, embutidos, carnes vermelhas, chocolate, cafés e chás são alguns exemplos.

Quais comportamentos são prejudiciais durante o tratamento?

Lembra quando falamos que abusar do álcool e cigarro pode facilitar o surgimento do refluxo gástrico? Então, o ​álcool​, por exemplo, aumenta a pressão dentro do estômago e pode estimular o retorno do líquido para o esôfago.
Por essa razão, é importante evitar essa bebida. Além disso, tenha hábitos saudáveis para garantir o bom funcionamento do organismo, como não comer exageradamente, fazer exercícios físicos e realizar um intervalo de tempo equilibrado durante as refeições.
Ou seja, é preciso que ao entender como tratar o refluxo, você passe a se cuidar para não piorar o quadro. E, ainda, lembre-se de que, antes de tudo, o ideal é procurar um médico especialista.

Gostou do nosso post? Aproveite a visita ao blog para assinar nossa newsletter e receber atualizações de conteúdo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.